Religiões e o paradoxo apoio social | intolerância, e implicações na política de drogas e comunidades terapêuticas

R$69,00

Em toda a nossa história, a humanidade tem usado as práticas religiosas para lidar com situações sociais e existenciais limite. Hoje, no Brasil, isso se expressa na expansão das igrejas evangélicas, principalmente nas classes trabalhadoras. Elas oferecem apoio social, reinserção comunitária e reelaboração de identidades fragilizadas, principalmente em países com políticas sociais limitadas, como o nosso. Porém, paradoxalmente, suas vertentes mais fundamentalistas e que mais crescem têm assumido um ideário de intolerância e neoconservadorismo. Isso se reflete diretamente na atual política de drogas, com a expansão das chamadas comunidades terapêuticas. Esse é um livro corajoso, que coloca novas luzes sobre essas várias questões, de forma crítica, mas respeitosa, complexa e interdisciplinar. É imprescindível para todos os profissionais, estudantes, gestores e trabalhadores que atuam nas áreas da saúde, saúde mental, drogas, educação, assistência social, no Sistema de Justiça, pastorais etc. Também é dirigido para todas as pessoas que valorizam suas vivências religiosas e/ou espirituais, que com certeza serão mobilizados a aprofundar suas experiências pessoais neste campo.

Em estoque

Simulação de frete


SKU: 9788584041961 Categorias: , , ,

Descrição

Religiões e o paradoxo apoio social
intolerância, e implicações na política de drogas e comunidades terapêuticas
Vasconcelos, Eduardo Mourão  / Lima, Rita de Cássia Cavalcante
978-85-8404-196-1
Hucitec
Edição: 1. Edição
2019
392

Informação adicional

Peso 0.575 kg
Dimensões 14 × 21 × 2 cm