Edital da Nova Coleção sobre Terapia Ocupacional e Interfaces

Duração: 10 de Março a 10 de Junho de 2022

A Hucitec Editora abre inscrições para edital da coleção inaugural Terapia Ocupacional e Interfaces: tradições e inovações, dirigida por Eucenir Fredini Rocha, que reunirá publicações inéditas – em formato de livro – de trabalhos de pesquisa, de relatos de experiências, ensaios, memórias, estudos de caso, histórias clínicas e outras produções originais, escritas e organizadas por um autor ou vários (coletânea de capítulos). Não serão aceitos artigos, somente livros. 

Cabe observar:

  • Se o livro versar sobre um tema que tem interface com a Terapia Ocupacional, é importante que um dos capítulos (ou mais) aborde as especificidades do mesmo com a Terapia Ocupacional.
  • Se o livro for de relato de experiências, ensaios, memórias, estudos de caso, histórias clínicas é fundamental o embasamento teórico dos capítulos ou livro.
  • Dissertações ou teses devem ser organizadas e apresentadas à Editora em formato de livros (sem resumo, abstract, metodologia…);
  • O(A) autor(a) ou autores(as) poderão apresentar apenas uma proposta de livro para o edital.

Serão contemplados até 4 livros nesta primeira edição, sem custo, a serem  publicados entre julho de 2022 e agosto de 2023. Em caso de dúvida acesse a Editora Hucitec.

Contatos: 

[email protected]
[email protected]
Telefone: (55-11) 3892-7772

 

>> Faça sua inscrição no edital clicando aqui! <<

 

Sobre a Coleção Terapia Ocupacional e Interfaces:

 Tradições e Inovações

 

A coleção objetiva divulgar obras nacionais e da América Latina que contribuam com reflexões sobre o campo de conhecimento da Terapia Ocupacional e as populações e temas com as quais a profissão dirige suas intervenções e mantém diálogo.

Este edital receberá obras compostas por narrativas de experiências da Terapia Ocupacional e interfaces decorrentes de resultados de pesquisas, memórias, história da profissão, atividades de ensino e formação e, também, sobre o arcabouço de seus saberes epistêmicos, práticos e tecnológicos, em perspectiva crítica.

A Terapia Ocupacional, como campo de conhecimento, necessita ampliar a divulgação de seus saberes e fazeres tradicionais e inovadores, e estar conectada às necessidades atuais. Essa coleção pretende se constituir como um espaço de encontro de diferentes vozes da terapia ocupacional e seus fazeres no enfrentamento dos desafios contemporâneos.

É inegável a presença de premissas epistêmicas positivistas, biomédicas e tecnicistas na história da terapia ocupacional brasileira, regulamentada como profissão no país no final da década de 1960, período do estado de exceção. No final da década de 1970 e nos anos 1980, os movimentos sociais que precederam a abertura política no país — como a reforma sanitária, a reforma psiquiátrica e a constituição do Sistema Único de Saúde — mobilizaram na terapia ocupacional um deslocamento nas reflexões teóricas, filosóficas, éticas e políticas em bases críticas para o redimensionamento de práticas. Os anos 1990 e as primeiras décadas do século XXI foram marcados por ampliações na terapia ocupacional, intensificando reflexões e inovando intervenções nos campos de atuação.

Em tempos de pandemia e ataque à democracia, potencializam-se violências e vulnerabilidades físicas, psíquicas, sociais, relacionais e ocupacionais; intensificam-se as desigualdades entre homens, nações e etnias, como também a constituição de inúmeras negligências no campo do cuidado, educação, direitos sociais e cultura. E, com isso, novas demandas se apresentam à Terapia Ocupacional.

Consideramos que a publicação em livros ainda é insuficiente diante da complexidade da terapia ocupacional e não expressa a produção teórico-prática atual da área. A transmissão oral de experiências e práticas é significativa no compartilhamento do conhecimento na profissão, mesmo na formação acadêmica. Reconhecemos a necessidade de superar o silenciamento da produção escrita da profissão, colaborando para a ampliação da visibilidade de uma Terapia Ocupacional criativa, crítica e transgressora de perspectivas reducionistas.

 

Diretoria e Conselho

 

DIRETORIA

Eucenir Fredini Rocha | Universidade de São Paulo | Brasil

 

CONSELHO CIENTÍFICO

Andréa Perosa Saigh Jurdi | Universidade Federal de São Paulo – Campus Baixada Santista | Brasil

Camila Cristina Bortolozzo Ximenes de Souza | Universidade de São Paulo | Brasil

Eliane Dias de Castro | Universidade de São Paulo | Brasil

Maria de Lourdes Feriotti | GEITO – Grupo de Estudos Interdisciplinares em Terapia Ocupacional | Brasil

 

>> Faça sua inscrição no edital clicando aqui! <<